THE DELAGOA BAY REVIEW

21/10/2009

TAPologia

Filed under: Portugal-África — ABM @ 3:39 pm

tap707cd1

– por ABM

Este é o segundo texto sobre o assunto. O primeiro eclipsou-se por erro da Secretaria do Maschamba Cá Vai versão 2.

A TAPologia é o estudo de como uma empresa de transporte aéreo tecnicamente falida consegue sobreviver alegremente 35 anos seguidos à custa de saudáveis e ocasionais subvenções dos contribuintes do país em que se baseia.

Neste contexto, é de notar a informação divulgada hoje, que indica que nos primeiros nove meses de 2009 a TAP transportou 303 mil pessoas de e para África – o que por definição inclui muitos desta honrosa comunidade Maschambiana.

A mesma informação indica que este número representa um aumento de 6.7% se comparado com 2008.

Mais interessante é que em 2009 esses 303 mil passageiros, que representaram 6.4% de todos os passageiros que usaram aquela empresa, contribuiram para 17.2% das suas receitas.

Ou seja, a crise agudiza, mas África soma e segue. E paga a factura.

Advertisements

13 comentários »

  1. Peço públicas e humildes desculpas por ter apagado o texto enquanto varria as oficinas …, perdão, o celeiro.

    Gostar

    Comentar por jpt — 21/10/2009 @ 4:05 pm

  2. É mais caves, catacumbas…. é realmente outro mundo.

    Gostar

    Comentar por ABM — 21/10/2009 @ 4:08 pm

  3. Adegas, queres dizer, que aqui se cultivam umas belas uvas

    Gostar

    Comentar por jpt — 21/10/2009 @ 4:14 pm

  4. Com o prévio pedido de desculpa ao JPT, mas não resisto.

    Sr. ABM, então o colonialismo não tinha acabado, já?

    Neo?

    Tanto faz?

    6,4% pagam 17,2%, comércio justo.

    Gostar

    Comentar por umBhalane — 21/10/2009 @ 6:49 pm

  5. Boa tarde Sr 1B

    O “ismo” colonial acabou com as independências.

    Naturalmente.

    O “ismo” aqui é do capital. Que, não encontrando concorrência directa no transporte aéreo para as rotas de África, mono ou oligopoliza-se.

    O que o torna um bocadinho carote.

    Gostar

    Comentar por ABM — 21/10/2009 @ 7:20 pm

  6. É bom ver assim em números aquilo que se sente cada vez que se voa. Os preços da TAP (e da LAM, no acordo de partilha das rotas que têm) são escandalosos, um pérfido oligopólio. E nao cola a justificação dos custos: a última vez que voei Maputo-LX-Mp a diferença entre voar na sexta ou no domingo era de 300 euros. De ficar sem escalpe

    Gostar

    Comentar por jpt — 21/10/2009 @ 11:51 pm

  7. Em tantos e tantos anos viajando por via aérea, tanto para África quanto para a América do Sul, nunca encontrei preços mais caros que os da TAP! Em qualquer rota em que a TAP tenha que enfrentar a saudável concorrência de outras companhias aéreas europeias (British Airways, Lufthansa, Iberia, KLM, etc.)… saímos todos ganhando… por não ter que viajar na TAP! TAP = T-ake A-nother P-lane!

    Gostar

    Comentar por Jaime Alves — 22/10/2009 @ 1:11 am

  8. Eu não desgosto da TAP. Tem boa gente, profissionais. Só me irrita ver as suas recorrentes dificuldades e por vezes sentir que mesmo pagando mais, essas dificuldades não cessarem.

    Reconhecidamente, o negócio aéreo é dos que mais revoluções e embates sofreu nos últimos trinta anos, onde o normal é literalmente saber como vai ser o dia de amanhã.

    Gostar

    Comentar por ABM — 23/10/2009 @ 4:47 am

  9. E não esquecer, fala o leigo, que este presidente (ou administrador, o lá como se chama o cargo) foi safando a TAP ao longo da última década. Diziam-no uma espécie de Scolari mas acho mesmo que é um Liedson …

    Nada tenho a dizer, bem pelo contrário, contra os funcionários da TAP. Mas é uma realidade, a gente paga preços sobredimensionados devido à estrutura do mercado aéreo nestas ligações.

    Gostar

    Comentar por jpt — 23/10/2009 @ 8:20 am

  10. Bom, o Liedson da TAP, que dá pelo nome Pinto, Fernando, já apontou o dia de amanhã…

    Fusão, ou coisa similar, entre a TAP (Portugal), a TAM (Brasil) e a TAAG (Angola).

    O probleminha, a não haver os usuais (ismos), é porque parece que os Mangolés ainda (expressão sintética moçambique).

    TAAG, ainda.

    Afinale.

    P.S.(latim, nada de confusões)

    Liedson, foi muito bem escolhido – trabalhador que se farta, produtivo, e humilde.
    À falta de alternativa no ninho das águias.
    Liedson está no Clube errado.
    Apenas.

    Gostar

    Comentar por umBhalane — 23/10/2009 @ 9:22 am

  11. Como disse em comentário recente há princípios inabaláveis neste blog. Pelo que, nesse registo dogmático, lhe respondo: o Jesus é que está no clube errado (como qualquer leitor machambeiro, como diz o sr. ABM, poderá comprovar em arquivos já distantes)

    Gostar

    Comentar por jpt — 23/10/2009 @ 10:19 am

  12. Oh, JPT

    Sou um reincidente atroz.

    Mas, caramba, falei bem de 1 jogador do Sporting, e da Selecção.

    Não falei bem do Benfica.

    E as regras, são:

    d) Não se fala ainda bem do Benfica e do FCPorto

    Balizas que respeitei.

    Gostar

    Comentar por umBhalane — 23/10/2009 @ 11:59 am

  13. Hum … V. está qual advogado, a escapar-se nos meandros das formulações legais. Com efeito, literalmente não o posso condenar. Mas compreendo-lhe o implícito tão explicitado …

    Gostar

    Comentar por jpt — 23/10/2009 @ 12:41 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: