THE DELAGOA BAY REVIEW

03/12/2009

Moçambique Rodoviário

Filed under: António Botelho de Melo — ABM @ 4:05 pm

colete amarelo 2O coletezinho

coleteO triângulozinho

por ABM (Cascais, 3 de Dezembro de 2009)

Segundo legislação aprovada, a partir de agora todos os automóveis em Moçambique passarão a ter que transportar a bordo um colete e um triângulo. Que são para serem utilizados pelos motoristas quando páram os seus veículos na via pública (não estamos a falar de estacionar aqui).

A falta destes objectos implica multas entre 40 e 80 USD, a serem diligentemente aplicadas pela Polícia da República.

Conhecendo as estradas moçambicanas e as suas manhozices, prevejo que nos primeiros tempos as coisas vão ser complicadas.

Começando com se há já equipamento deste à venda e em quantidades para que o mercado as possa adquirir atempadamente.  Em Portugal um colete e um triângulo custam cerca de 450 Meticais, com um bocado de sorte menos. Em Moçambique inteiro não vai ser fácil fazer chegar este equipamento a todos os cantos do território. E Deus sabe a que preço vai ser.

Depois, isto abre toda uma nova linha de negócio quer para os agentes policiais menos escrupulosos (a tentação não sendo pouca, com os salários modestos que auferem infelizmente) quer para os amigos do alheio, que a partir de agora passam a ter dois objectos óptimos para roubar nas bagageiras e que têm valor de mercado imediato.

Mais divertido vai ser com os carros de matrícula estrangeira a transitar em estradas moçambicanas. Na África do Sul já é obrigatório ter colete e triângulo no carro, portanto aí não deverá haver problema, mas não sei se é assim para os restantes países que circundam o país (Suazilândia, Zimbabué, Malawi, Zâmbia e Tanzania).

Mas no cômputo geral este é um passo no caminho certo. Supostamente esta medida ajudará a salvar vidas e a aumentar a segurança rodoviária, por um custo gerível.

Agora só falta as viaturas circularem em condições, reduzir o número de condutores alccolizados que segundo as notícias ainda abundam, tapar uns buracos no asfalto aqui e ali e tentar fazer com que os chapas não circulem na via pública como se fossem os donos e senhores das estradas.

Anúncios

5 comentários »

  1. Não me lembro do preço a que os comprei (tinham-me levado o triângulo) mas não são assim tão caros – isto na escala monetária de quem tem carro, claro. E há à venda na rua, venda ambulante, nas cidades.

    Gostar

    Comentar por jpt — 03/12/2009 @ 4:13 pm

  2. Mas o melhor era mesmo obrigar os peões e ciclistas que circulam à beira das estradas a usar o dito colete. Isso sim, iria salvar muitas vidas e evitar muitos acidentes que ocorrem nessas estradas por todo o Moçambique!

    Gostar

    Comentar por Shamir — 08/12/2009 @ 2:48 pm

  3. Sr Shamir

    Totalmente de acordo. Os peões são uma parte muito significativa da equação em termos de segurança rodoviária em Moçambique, até porque a maioria das estradas não tem passeios à volta e as pessoas acabam por andar na via pública e muitas vezes em roupas escuras. E muita gente anda a pé em Moçambique.

    Igualmente importante é implementar maior segurança com inspecções periódicas dos veículos. Vi muitos carros sem luzes a funcionar à noite em Moçambique. Este processo já decorre há muito tempo e está, creio, a ser implementado.

    Gostar

    Comentar por ABM — 09/12/2009 @ 11:24 pm

  4. Totalmente de acordo!
    No entanto, aqui na Beira tenho visto algo que pode ser solução à falta de iluminação nos automóveis… Talvez por demasiado zelo na segurança, ou apenas porque entenderam mal o que está na lei, quase todos os condutores dos chapas levam os coletes vestidos enquanto conduzem! Visto que estes são dos maiores perigos na estrada (principalmente à noite, devido à falta de iluminação) já os podemos avistar sempre que vêm em sentido contrário!

    Gostar

    Comentar por Shamir — 11/12/2009 @ 4:11 pm

  5. Sr Shamir

    Louvo a imaginação dos motoristas beirenses, que, como eu, já antecipam a mão pouco invisível da Lei para os chatear com estas coisas (como aliás deveria ser). Quando a posse dos coletes se tornou obrigatória em Portugal, recordo-me de me divertir a ver que muitos motoristas colocavam os seus coletes sobre o assento do carro, bem à vista, como se pendura um casaco numa cadeira. Depois a moda passou. Agora só se verifica isso quando a viatura é inspeccionada.

    Gostar

    Comentar por ABM — 11/12/2009 @ 9:31 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: