THE DELAGOA BAY REVIEW

26/01/2010

O ALMOÇO

Filed under: Política Moçambique — ABM @ 6:43 pm

O almoço da Paz e o aperitivo do ausente

Não pude resistir. Generosamente, após a eleição em que ganhou todas as taças e todas as medalhas e mais alguma coisa, o presidente moçambicano fez o gesto muito british de convidar os principais derrotados para um almoçito no lá no palácio a semana passada, à laia de catarse político-gastronómica. Isso, para quem não sabe, incluía Afonso Dlakhama e Daviz Simango e as respectivas se houvessem. Como já se esperava, Dlakhama não foi (constou na Zambézia que anda doente mas não sei) e a seguir saiu esta foto da feliz ocasião, que um amigo me enviou.

Independentemente das questões políticas, o exmo. leitor olhe bem para a fotografia e repare. Apesar de Dlakhama não ter ido ao almoço, o que se sabia de antemão (o palácio sabe tudo), não só estava lá na mesa o lugar dele, devidamente assinalado, como ainda foi servida uma entrada ao ausente.

Essa, num país onde se passa fome, achei irónica.

Não teria sido mais fácil recolher os talheres e os pratos do Sr. Dlakhama?

7 comentários »

  1. “Vocês, os brancos, não percebem nada de política africana”
    Samora Machel, segundo Almeida Santos

    Então, e os espíritos?!

    Comentar por umBhalane — 26/01/2010 @ 7:55 pm

  2. Sr 1B

    Ao que só posso responder: hehehe🙂

    Esqueci-me dos espíritos.

    Comentar por ABM — 26/01/2010 @ 8:39 pm

  3. … a comida parece boa… quem será o serviço de catering? por certo alguém comeu a parte do ausente. estamos em moçambique…

    será que os sorrisos “verdadeiros” tem alguma relação com a ausência do ausente? hummmm . . .

    Comentar por NgoNimato.. — 26/01/2010 @ 9:24 pm

  4. Sr Ngonimato

    O almoço foi tema atento da imprensa moçambicana, incluíndo exortações para que os três líderes se entendessem.

    Creio que o ambiente foi de boa disposição e o (engº?) Simango, entre garfadas, terá feito lobby para que o partido dele tivesse estatuto de bancada parlamentar. Não sei bem a que isso dá direito.

    A ausência do Sr. Dlakhama foi considerada um tiro no pé em termos de relações públicas.

    Agora o que é que isso quer dizer no esquema maior das coisas não sei e está fora do âmbito deontológico desta casa.

    Quanto ao repasto, não faço ideia de quem o confeccionou. Mas parece bom. Presidentes em geral comem bem.

    Comentar por ABM — 26/01/2010 @ 9:36 pm

  5. hehehehehe, obrigado!

    assim ja posso começar o dia com uma gargalhada!

    Saudações…

    Comentar por NgoNimato.. — 27/01/2010 @ 8:43 am

  6. Cada vez se torna mais difícil confraternizar nas ancestrais democracias europeias (onde as questões protocolares e de diplomacia são um capote para camuflar as intenções mais bizarras ), quanto mais numa jovem democracia africana onde esta atitude pode ser interpretada como um “Direito à indignação” mas q não deixa de revelar carácter.

    Comentar por Tubarão — 27/01/2010 @ 10:17 pm

  7. Bolas ….preso por ter cão ,preso por não ter-lamentável .
    Aprendi em jovem com um simples trabalhador rural esta máxima:”A politica é como a batata ,é suja e nunca tem forma”
    Há fome,há carências,há dissidências o que acho natural nas democracias em geral….O tempo tudo leva e tudo traz -é um grande Mestre.É errando que se aprende a olhar o Povo como um desafio à democracia.

    Comentar por maria fernanda — 28/01/2010 @ 2:21 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: