THE DELAGOA BAY REVIEW

14/06/2010

A POLÍTICA DAS GALINHAS

Filed under: África do Sul — ABM @ 5:09 pm

por ABM (14 de Junho de 2010)

A cadeia de comida rápida Nando’s, que vende galinhas grelhadas na África do Sul e noutros países (tiveram uma loja em Portugal mas durou pouco), tem a particularidade de na sua imagem institucional ainda reter algumas coisas dos portugueses, como a sua história e aquele galo lá em cima que me parece muito com os de Barcelos (o piri-piri é de Moçambique), mas, mais importante, recorrem à publicidade mais estapafúrdia para vender os seus produtos.

Com pedidos de desculpas para os menos letrados na língua inglesa, vejam-se abaixo dois dos anúncios que foram utilizados recentemente na África do Sul.

Um, parodia o actual presidente sul-africano, que se casou pela quinta vez recentemente, e que antes da eleição esteve metido num processo judicial por violação duma mulher. Mas a base da piada é a tese de que fora da África do Sul toda a gente pensa que os homens todos têm mais que uma mulher. Daqui ao prato de galinha frita, não sei.

O outro parodia Julius Malema, um jovem quadro do ANC que parece que quer correr com os brancos daquele país à paulada, e o trocadilho que há na língua inglesa, associado à palavra change, que pode querer dizer “mudança” mas também “troco”. Neste caso, o Julius começa por dizer que o que o seu país precisa é de change (mudança) mas depois explica como ele obtém change (troco) quando vai ao Nando’s comprar galinha.

Não sei bem como é que isto se traduz em termos do número de pernas de galinha vendidas.

http://www.youtube.com/v/UbIRV4b99T0&hl=en_US&fs=1&

http://www.youtube.com/v/L8Aq042KPSg&hl=en_US&fs=1&

3 comentários »

  1. Não percebi o primeiro anúncio! Já o segundo, até é “funny” pelo sotaque do Malema e mesmo pela ideia: change we need, yes we can! É só ir ao Nando´s, tens + galinha, + trocos, enfim gastas menos e comes mais (não necessariamente melhor…).

    O problema é que tanto um quanto outro brincam com questões sérias e preocupantes!

    Um presidente polígamo, que já foi acusado de violação, numa altura em que presidia à entidade equivalente ao nosso (em Moçambique) Conselho Nacional de Combate ao SIDA (e nem usou camisinha!), e que recentemente envolveu-se com a filha de um amigo, e mais recentemente ainda levou uma chifrada (cá se faz cá se paga!), não é certamente uma figura (nem esse é o tema) para usar para vender fried chicken!

    E um líder de um movimento juvenil(?!) tão poderoso, que desata a incitar ao ódio e racismo, num país que há menos de 20 anos tinha um dos piores regimes segregacionistas que se viu, não é certamente um bom mote para vender perninhas de frango!

    Penso que é simplesmente irresponsável…

    Comentar por Macaliche — 14/06/2010 @ 6:00 pm

  2. Sr Macaliche,

    Creio que a sua análise é lúcida.

    Mas obviamente esta empresa acha que vende mais assim.

    O que é que eles sabem que o resto de nós não sabe? estão a tentar cultivar uma imagem de rebeldia? adorava entender o que é que os estudos de mercado deles dizem para os levar a seguir esta linha comunicacional.

    Comentar por ABM — 14/06/2010 @ 8:49 pm

  3. Acho deliciosos. Acho destrutivos. Acho fantástico que uma grande empresa possa gozar assim com o poder. (já imaginaste a Portugália a fazer publicidade a gozar com o “falso curso” do Socrates, por exemplo? E depois o ANC, o Zuma e isso é que não são democráticos)

    Comentar por jpt — 15/06/2010 @ 12:13 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: