THE DELAGOA BAY REVIEW

04/08/2010

RESCALDO DO MUNDIAL E ANTEVISÃO DE 2014

Filed under: Mundial de Futebol 2010 — ABM @ 5:21 am

por George Ribéro, editado por ABM (4 de Agosto de 2010)

Atrasadamente, um texto de George Ribéro sobre o rescaldo do Mundial de Futebol e alguns resquícios do que ali aconteceu.

Segue-se o texto.

O Mundial 2010 já acabou, mas sobra sempre algumas coisas dignas de registo, senão vejamos:

A Espanha é campeã do Mundo mas nada que o polvo Paul não soubesse desde o início. Agora, a Espanha quer comprar o Paul a todo o custo, porque acha que é um novo símbolo de Espanha. Um dos grandes símbolos do Real Madrid, o avançado Raul, vai jogar para o Schalke 04 da Alemanha,. Será que vai aproveitar para visitar o polvo Paul e agradecer a confiança depositada na equipa espanhuela?

A Alemanha, danada porque foi eliminada precisamente pelos espanhuelos, não quer sequer ouvir falar de tal possível venda. Os espanhóis levam a taça mas não levam o Paul. Ah, como os compreendo.

Por falar em taça, lembro a piada que por aí corre segundo a qual o Acordo de Tordesilhas, assinado em 1494, diz que tudo o que for conquistado pela Espanha a leste do meridiano de 46 graus, é de facto propriedade de Portugal. Assim, caso a Espanha honre a sua palavra e acordos, ficam os portugueses a aguardar o envio da Taça por FedEx ou DHL para Portugal.

O Maradona voltou para a Argentina com umas trombas de todo tamanho. Pois, se calhar fumou alguma coisa a mais e chocou contra um elefante, ainda em terras africanas, levando a tromba do pobre elefante que agora deve andar por lá, sem ela. Se calhar há outros elefantes também sem a tromba. O que a Federação Argentina de Futebol veio primeiro dizer é que queria o Maradona por mais quatro anos. Achei muito bem porque ele é sem dúvida uma figura simpática, um símbolo da Argentina e uma referência para o futebol mundial. Só não descobrira se a Federação o queria para treinador ou para outra função. Depois se viu que não o queria para nada mas não sabia como desatar o laço. Maradona foi visto à uns dias atrás a visitar o Hugo Chaves e aproveitou para enviar um abraço ao seu bom amigo Fidel ali ao lado em Cuba. No fim, o esquema para o colocar fora como treinador da Argentina foi cortar nos adjuntos. Pois parece que com menos de 45 adjuntos, ele não ficava com o lugar.

O craque alemão Ballack, que esteve em África mas não foi convocado por estar lesionado, vai deixar a equipa inglesa do Chelsea e voltar às origens, o Bayer de Leverkusen. Vai levar muita experiência para aquela equipa e ensinar como se dá uma valente cacetada bem disfarçada (pensa ele). De qualquer maneira, tem já 33 anos de idade e está hora de outras correrias.

Mesmo sendo o finalista derrotado, a selecção da Holanda foi bem recebida pelo seu povo. Parece que o consumo de algumas ervas subiu em flecha, coisa normal ou pelo menos aceite naqueles lados (e outros, mais perto das capitais Cêpêélepê). De qualquer maneira, é de louvar o agradecimento dos holandeses, pois afinal os jogadores laranjas deram tudo para dignificar o País das tulipas. É outra mentalidade.

O Francês de descendência africana (para não variar) Thierry Henry não vai mais jogar pelo seu País. Aliás, nem vai jogar mais pelas baguettes, nem vai jogar mais pelo Barcelona. Ficou muito afectado pelo facto de todos terem visto a mãozinha marota no golo contra os irlandeses e agora vai jogar pelos Red Bulls de New York. Sim, vai jogar em terras do Tio Sam, mais precisamente por uma equipa de futebol de Nova Iorque que tem nome de equipa de basquetebol. Acho que já lhe avisaram que por lá, também não se joga futebol com as mãos, isso é só para o basebol e o basquetebol. A não ser que apareça pela frente alguma equipa equipada com as cores da Irlanda. Naquelas paragens isso é bem possível e já está avisado que a comunidade de ascendência irlandesa, que é numerosa naquela cidade, não o vai deixar em paz um minuto que seja. Aliás, já há apostas em como o primeiro golo do Henry será com a mão.

Já que estamos com franceses, uma comissão quis ouvir o que na verdade se passou com os jogadores franceses durante o Mundial. Até Sarkozy se meteu na conversa, mas afinal parece que aprenderam umas coisas com os tugas, pois ficou tudo em águas de bacalhau. A saída do treinador francês não conta pois ele já tinha saído ou já estava de malas feitas ainda o mundial não tinha acabado.

Numa reviravolta inesperada, Cristiano Ronaldo já é pai. Parabéns. Segundo se consta e ao contrário de certas bocas, o rebento “afenal” terá sido feito pela via tradicional (coitus profundos repetidus) quando o jogador esteve de visita aos EUA no verão passado. Uma tal Neireda, antiga namorada do CR, assegurou há dias atrás que com ela, ao contrário das suas prestações pela equipa das quinas, o Ronaldo sempre cumpriu. Prontes, a gente na tem que duvidar, né?

Agora vai deixar o menino com a família e vai trabalhar para Madrid, coitado. Vida de emigrante é assim, muito dura mas sempre vai ganhando uns cobres. Os tempos que correm são muito difíceis e há que nos sujeitarmos.

O Sporting venceu no fim de semana passado o torneio nos EUA e praticou um futebol que já não se via há bastantes anos pelos lados de Alvalade. Foram dois excelentes jogos, com equipas inglesas (Manchester City – vitória e Tottenham – empate). Este ano promete, agora que se viu livre de uma maçã podre de nome João Moutinho, agora a vestir a camisola dos dragões. E andou um pai (Sporting) a criar um filho (Moutinho) para isto…

Algures em Portugal, para não desfazer a novidade, já alguém colocou num aquário um polvo no meio de dois pequenos tanques, um com a bandeira do Benfica e outro com a bandeira do Porto. Dizem que o polvo escolheu o do Benfica para campeão nacional de 2011 mas eu não acho que esteja correcto. Afinal este polvo não é o Paul, é um polvo da Costa da Caparica e como todos sabem, 95% dos seus habitantes são benfiquistas, enquanto que outros 95% torcem pelo Brasil, váleu galera?

Assim, o polvo tuga, com medo de ir parar a uma deliciosa salada de … polvo, escolheu o Benfica. Pudera, chama-se a isto, puro instinto de sobrevivência e sendo assim, não podemos levar a mal. Então e o Sporting? Não, definitivamente, este polvo não é sequer familia do Paul.
Nunca mais soubemos nada dos nossos amigos norte coreanos. Será que já chegaram ao seu País? Não parece que tenham regressado de barco … a remos.

Quanto à Silly Season, como dizem os Americanos no que toca a transferências no início de cada época, parece que está tudo à espera do mês de Agosto. Sabemos que o Gutti, também do Real Madrid (e cá para nós, não penso que seja um grande jogador) vai jogar para o Besiktas da Turquia e ao que tudo indica o portista Bruno Alves vai deixar a Foz do Porto e praias vizinhas, e vai para o Zenit da Rússia. Ele que gosta tanto de praia, lá sabe … quanto vai ganhar. Falta o Raul Meireles e o Fábio Coentrao para não falar de alguns meninos que juram que não querem sair mas que se não saírem, armam uma guerra. Estou a falar do Fucile, do Veloso e do Cardozo. Engraçado que o que se diz é politicamente correcto mas não é o que na verdade se quer dizer ou fazer. Complicado? Nem por isso.

E prontes, é só para verem que basta uma estadia em a África para a vida de todos mudarem e saírem do marasmo. Pelo que vejo, a maioria abriu os olhos. Até um simples polvo ficou para a história.

Vem aí o próximo mundial, o Brasil 2014. Muito samba, muita picanha, muita cerveja, muito futebol, uma presidenta e outras coisas, mas espero que a final de 1950 não se repita. É que o calendário Maia parou em Dezembro de 2012, ano em que o mundo vai acabar por causa de terremotos, tsunamis e outros desastres naturais derivados do posicionamento dos astros por essa altura e do qual vai resultar num buraco negro e zero de gravidade. Recentemente, foi exibido um filme sobre este tema. Acontece que agora vêm uns entendidos na matéria dizerem que os meses dos Maias tinham só 26 ou 28 dias ou coisa parecida. Como o nosso mês tem (agora) 30 ou 31 dias, excepto o de Fevereiro, afinal o fim do mundo poderá ser mais lá para 2013 ou até 2014.

Se o Uruguai voltar a vencer o Brasil na final, como o fez em 1950, então está certo, será mesmo o fim do mundo … pelo menos para os brasileiros. Sim, porque a Espanha e Portugal vão arrancar para a candidatura Ibérica para o Mundial de 2018 e eu quero lá estar. Espero que então, o polvo Paul ainda esteja bem de saúde e aposte em … Portugal ou … Moçambique?

1 Comentário »

  1. […] ← RESCALDO DO MUNDIAL E ANTEVISÃO DE 2010 […]

    Pingback por O Império Romano e o Campeonato Mundial de Futebol | ma-schamba — 04/08/2010 @ 5:59 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: