THE DELAGOA BAY REVIEW

01/09/2010

O LINCHAMENTO DE CARLOS QUEIROZ

Filed under: Desporto, Futebol — ABM @ 2:18 am

por ABM (1 de Setembro de 2010)

Não entendo muito de futebol.

Mas não creio ser preciso ser especialista no assunto para apreender que o que se está a passar estes dias com o actual seleccionador do futebol português.

Do pouco a que assisti nalguns programas sobre o assunto (que em Portugal abundam ad nauseam) o que ainda não se sabe nalgum detalhe é o que foi que se passou exactamente.

Aparentemente, no decurso de um exercício comum de despistagem de substâncias ilegais nos corpos dos jogadores da selecção nacional de futebol, então em estágio na cidadezinha da Covilhã, antes do campeonato mundial de futebol, terá havido alguma altercação entre o seleccionador e o chefe da equipa encarregada de efectuar a despistagem.

Tudo indica que a despistagem se efectuou.

O assunto terá então ficado por ali, até que, várias semanas depois, ele surge na imprensa, um pouco como um coelho puxado de uma cartola, num contexto em que, a vários níveis (a FPF, o braço governamental no desporto, a tal da equipa de anti-doping) subitamente o comportamento do seleccionador surge como matéria de análise e susceptível de o afastar, apesar dos termos normais de uma rescisão contratual que atribuem-lhe um valor condicente com o valor presente do seu contributo para o período remanescente do seu contrato.

A percepção geral foi que a FPF procurava uma desculpa para despedir o seleccionador sem lhe pagar uma indemnização.

Após uma semana e pouco de especulações, a montanha pariu um rato: a “penalização” amontava a um mês de suspensão, que, erradamente a meio ver, Queiroz escolheu não contestar.

No entretanto, ao dar uma daquelas entrevistas da treta do futebol, Queroz aponta o dedo a um desses vice-presidentezecos que há pelo menos dez anos se esquecera de ir embora, e que pelos vistos nunca gostou dele. Este ofende-se e instaura-lhe um processo disciplinar – agora em curso.

Para variar, e em mais uma revelação dos bizantinos mecanismos do desporto português, o tal organismo do anti-doping, insatisfeito com a bofetada da FPF, arroga-se o direito de julgar em casa própria o assunto, e impõe, por unaninmidade, uma sanção se seis meses a Queiroz, pelo mesmíssimo caso já julgado pela FPF.

Apercebemo-nos, entretanto, que a lei desportiva portuguesa vive num mundo próprio, aparte do sistema legal português, com regras e protocolos próprios.

Convém recordar que Carlos Queiroz não é um tipo qualquer. Que eu saiba é uma pessoa decente, capaz e com provas dadas naquilo que faz.

É por demais óbvio que há gente que não o quer como seleccionador, que não gosta dele e que quase tudo fará para retirar das suas mãos a responsabilidade que até este momento é contratualmente sua.

Nem que, para tal, causem sério dano ao trabalho da selecção nacional de futebol.

Mas o que me parece é que, à falta de melhor informação, ao que se está a assistir neste momento é a uma perseguição pessoal qualquer sem mérito e sem justificação.

A uma tentativa reles de linchamento de Carlos Queiroz.

Carlos Queiroz merece, e nós todos, melhor do que isto.

2 comentários »

  1. Também eu pouco entendo de futebol, mas este caso não é de futebol. Este caso é uma canalhice do princípio ao fim. Que outra coisa se pode chamar ao joguinho de esconde-esconde do tal instituto anti-dopagem? Porque não denunciou logo o seleccionador e as suas palavras “insultuosas”? De canalhice, é do que se trata: aguardar piores dias para o linchamento.
    E os jornalistas, muito entendidos da bola, estão focados nas “razões para rescindir com justa causa”. Conhecem os artigos todos de todos os códigos do futebol, só não conhecem é a vergonha. Por isso, não perdem a oportunidade de fazer coro com o poder, no linchamento de uma pessoa decente, como é o caso.

    Comentar por ERFERREIRA — 01/09/2010 @ 5:02 am

  2. Achei uma péssima escolha para seleccionador e a performance no Mundial provou-o mas isto que lhe estão a fazer é abjecto! Gostaria de saber se há um petição online para reformar (e limpar) a FPF.

    Comentar por Amílcar Tavares — 01/09/2010 @ 5:49 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: