THE DELAGOA BAY REVIEW

23/10/2010

EDSON ARANTES DO NASCIMENTO – PELÉ

Filed under: António Botelho de Melo, Pelé — ABM @ 9:54 pm

Edson Arantes do Nascimento

por ABM (23 de Outubro de 2010)

O ídolo de duas gerações e a prenda do Brasil ao mundo inteiro. Completou 70 anos de idade este fim de semana.

Quando eu tinha 8 anos de idade, em 1968, deram-me um pequeno macaco, que, para terror da mãe BM, eu mantive durante três anos e que adorava. Talvez reflexo da popularidade global enorme do grande jogador brasileiro, que ajudou a fazer do Brasil na altura mais uma vez Campeão do Mundo em futebol, quis chamar-lhe Pelé.

Tirando a escola, a igreja e o Desportivo, ia com ele para toda a parte. Ele fugiu duas vezes de mim. Da primeira vez, em 1969, fui nadar para a praia da Polana com ele um dia, perto do Clube Naval. Ele assustou-se com a água e fugiu para as barreiras. Quase seis meses depois, ele apareceu numa árvore em casa dos BM na Polana. Viera sózinho desde as barreiras até nossa casa. Mais tarde, em 1970. ele assustou-se com o nosso cão, e fugiu novamente. Nunca mais o vi.

Pelé visitou Moçambique em 1969. Em Lourenço Marques, ficou hospedado no Hotel Cardoso. O Carlos Gil obteve o seu autógrafo e o João Carlos tirou uma fotografia com ele. Tentei obter uma cópia da foto para meter aqui mas a que o Grande Roger Tutinegra tem no seu infindável espólio é mais pequena que um selo:

Pelé em Moçambique, 1969, com o João Carlos. Versão selo dos correios.

(grato ao Rogério Carreira e à minha amiga do FB D. Pureza Silva de quem surripiei as magníficas imagens do exímio, que em Moçambique só tinha comparação com Eusébio, o Vicente, o Lage, Coluna, etc etc etc)

8 comentários »

  1. As imagens são fantásticas, também as roubei do Estadão (SP)
    Mas ficou bastante interessante esta composição – aparentemente, sem nenhuma ligação mas está implícito, claríssimo, o respeito, o carinho pelo ídolo que se foi deixando uma história, que relembramos e que associamos a tantas outras histórias…

    Comentar por pureza silva — 23/10/2010 @ 10:11 pm

  2. É, Pelé também é da minha guerra(a II mundial), embora eu me situe mais precisamente na guerra do Pantera Negra, o Senhor Eusébio da Silva Ferreira.

    Comentar por ERFERREIRA — 24/10/2010 @ 12:26 am

  3. Sr E R Ferreira

    Tem razão. Mas excepcionalmente, por ser o aniversário do primeiro, ficou apenas a sua menção. Da minha parte, os dois estão no mesmo patamar em termos de admiração.

    Comentar por ABM — 24/10/2010 @ 12:52 am

  4. O lóbi memorialista é imbatível, está visto. Mané Garrincha era único, dizem os amantes da bola. Os outros também superiores. Como homem não vale um caracol. Mas cedo, a máquina de sonhos não se faz do real, faz-se da vontade. Amem-no

    VIVA DIEGO!!!

    Comentar por jpt — 25/10/2010 @ 2:20 am

  5. Zé,

    Sim (tenho sempre que recordar que não pesco uma de futebol) mas o meu pai BM, que era um aficionado do desporto, dizia que Garrincha terá sido coisa assombrosa. E o Diego creio que todos se lembram (do bom e do mau). Mas perdoa-me o umbiguismo moçambicano. Já agora uma coisa: o Grande Vicente Lucas (creio que ele está entre nós) foi considerado o único jogador que conseguia marcar Pelé sem lhe partir um joelho. O próprio Pelé o disse em entrevistas. Curiosamente, parece que Lucas, que foi crucial para a vitória portuguesa (moçambicana!) em 1966 no jogo contra o Brasil, não foi usado no jogo seguinte, em que Portugal se ficou pelos oitavos. E depois teve o acidente que o tirou do jogo logo em 1967.

    Comentar por ABM — 25/10/2010 @ 2:31 am

  6. A minha embirração com Pelé deriva do gajo não se calar desde que eu sou miudo, sempre a dizer que foi o maior e aquele ar de homem de negócios. Eu gosto de Maradona por ser genial e por ser radicalmente louco (bem que torci para ele ser campeão do mundo como treinador, muito teria ajudado este mundo de tecnocracias) e supra-frágil. Ao que dizem Garrincha ainda era mais (era burro ainda por cima, coisa que Maradona não é).

    Quanto a Vicente (que conheci aqui em Abril de 1997, com Eusébio, Hilário e Acurcio, um momento inolvidável na minha biografia) é incrível o que o tempo mudou o jogo. Ao que consta era um central intransponível. Aos 70 anos ou quase poderia ter mirrado um pouco, mas não tinha alterado o perfil. E era pequenino junto de mim (1.80 quando esticado, para aí 1,75 na posição da abandalho barrigudo). Incrível como o jogo (e os europeus) mudaram em vinte anos. Homem gentilissimo, tímido, muito gostou da estadia em Maputo em que tive a honra de o acompanhar.

    Entretanto nesse campeonato que referes Portugal não ficou nos oitavos, foi às meias finais e depois jogou e ganhou o jogo para 3º lugar (caramba, se falhas essa é porque, como dizes, não percebes nada de futebol – foi a selecção dos magriços em Inglaterrra)

    Comentar por jpt — 25/10/2010 @ 2:40 am

  7. Bolas:

    Meia final, Meia final, Meia Final, Meia Final.

    Estava distraído.

    Meu Deus, estiveste com o Vicente? uma fotozita para a posteridade, não há?

    Comentar por ABM — 25/10/2010 @ 3:26 am

    • nada, era o tempo da fotografia analógica e de um jpt de fato e gravata, mais grave.

      mas tenho a memória de um almoço na esplanada do piripiri, este teu amigo, os 4 antigos jogadores (Acursio [guarda-redes do Porto, anos 50], Vicente Lucas, Hilário e Eusébio, mais dois membros da federação moçambicana). Assim nos sentámos. Ainda as galinhas não tinham chegado já eram, pelo menos, 50 pessoas à mesa entre o abraço, o copo de vinho e o autógrafo. Uma enorme festa

      Comentar por jpt — 25/10/2010 @ 9:03 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: