THE DELAGOA BAY REVIEW

20/11/2010

ACORDEM O EMBAIXADOR

Filed under: CPLP, Lusofonia, Ramos Horta — ABM @ 5:26 am

Os serviços secretos do Maschamba enviaram esta de Dili. Numa cerimónia qualquer na capital de Timor, em que estava presente o presidente da república da nascente nação, parece que o senhor nas fotos, que me dizem ser o embaixador português, inadvertidamente entrou em estado adiantado de meditação Zen.

Motivando S.Exa o Presidente Ramos Horta para obter comprovativo.

Sendo assim, ora eis mais um bom candidato para Maputo.

La vie est belle...

...mais les hommes dont cabe delle.

Advertisements

14 comentários »

  1. Que crueldade. R-H está a brincar, obviamente. Todos podemos brincar sobre o assunto, claro. Mas em termos secos não me parece criticável o embaixador (é?). Adormeceu. Pronto, acontece (aos melhores). O facto de R.H. ter fotografado só pode ter esta interpretação:tem uma excelente relação com o embaixador português (o que só abona em favor deste) e brinca sobre este naturalíssimo acontecimento. Caso contrário ele (ou outrem) teriam subrepticiamente acordado o ensonado embaixador (eu imagino, uma longuíssima cerimónia num calor abrasador), e nunca teria feito isto pois seria supra-deselegante. Uma brincadeira de amigos.

    (e tanto brincou que se lembrou de comprar a dívida portuguesa …)

    Gostar

    Comentar por jpt — 20/11/2010 @ 8:40 am

  2. Devia estar aquele calorzinho gostoso que nos embala para os braços de Morfeu.

    Gostar

    Comentar por Paulo Gonçalves — 20/11/2010 @ 10:46 am

  3. Absolutamente JPT, concordo absolutamente contigo. Alias, atire a primeira pedra quem nunca passou por isto. Penso tambem que a bonomia que parece pautar o momento e’ indicadora das boas relacoes. Nao conheci este embaixador nosso, mas ja o embaixador anterior (actualmente em Pretoria) tinha excelentes relacoes com os timorenses (e era ainda uma optima e encantadora pessoa). Viva o nosso embaixador que tao publicamente expoe a sua humanidade 🙂

    Gostar

    Comentar por AL — 20/11/2010 @ 1:32 pm

  4. Neste caso digo mesmo mais, AL, viva o nosso embaixador. (Qual Dupont ou Dupond)

    Gostar

    Comentar por jpt — 20/11/2010 @ 1:58 pm

  5. Hehehehe! Oh JPT! Caramba home’! Tanta racionalizacao! Isto de um gajo quase perder controlo no esfincter de tanto rir!

    Gostar

    Comentar por Lowlander — 20/11/2010 @ 2:26 pm

  6. LL já aqui meti um texto chamando “filhodaputa” [não há outro termo para definir a sua cobardia incompetente] ao embaixador português residente por se ter demitido das funções que os seus termos de referência de embaixador português e de um país da união europeia e de um país do G-19 (grupo de influência junto do estado moçambicano) implicam, aquando dos preparativos das últimas eleições. Pus aqui no ma-schamba, mandei por sms e por email para quem eu vagamente conhecesse e tivesse algo a ver com a tristeza que nos representa neste momento. Não pus nada escrito, tinha um contrato laboral com o ministério dos negócios estrangeiros (cooperante) que eu sempre considerei inibidor de declarações sobre a política de ministério (ainda que fossem funções perfeitamente marginais), mas assisti aqui à total inoperância dos anteriores dois embaixadores portugueses, com o cúmulo da humilhação aquando das cerimónias da “entrega/reversão” da barragem de Cahora Bassa. Ou da patética intervenção junto da oposição exactamente no dia das eleições de 2004. Falências políticas completas que nós poderemos ou deveríamos criticar.

    MAs uma coisa é fazermos em público ou em privado uma crítica à política geral do MNE ou de determinados quadros desse ministério. Outra coisa é gozarmos uma situação perfeitamente … racional (para utilizar) os seus termos. Sim, dá para rir, que é o que o RH está a fazer. Sim todos nos rimos quando alguém adormece em público. Mas é normal, acontece a todos. Criticar isto, no sentido em que já vi alguns blogs (andei à procura do autores das fotos no google e não encontro) é radicalmente imbecil. A net está cheia de imbecis e de trogloditas. Associar este caso a uma incompetência do homem que dorme? Francamente. Não sei quem é, não sei o nome, leio o ABM dizer que é o embaixador. Ok. E depois?

    Para as caneladas, diante da incompetência, da cobardia (e já agora da putice de tantos tiranetes que a estrutura laboral protege), estarei disponível. Para esta crítica gratuita e injusta não.

    Depois há outra coisa, LL, o melhor dos homens com quem já trabalhei foi um embaixador português. E também cruzei uma boa mão cheia de diplomatas mais do que apreciáveis. Resmungarmos contra eles por causa dos preconceitos é ridículo. Ou seja, preconceituoso. Irracional.

    Gostar

    Comentar por jpt — 20/11/2010 @ 3:15 pm

  7. JPT, tambem e expectavel que eventualmente se apanhe alguem a largar flatos ruidosos em publico, e normal que eventualmente algo assim se passe. Sera por isso que vou deixar de me rir? Deixar de apontar o obvio efeito comico? E apenas e tao so isto que eu (e o Ramos Horta na foto ja agora) friso com os meus comentarios, tudo o resto e construcao sua e/ou recados para outrem a minha custa.
    Quer resmungar? Forca. Mas nao comigo. Falha o alvo completamente ate porque nao privo com, nem conheco ninguem desses circulos diplomaticos. O zoo que e minha vida e outro.

    Gostar

    Comentar por Lowlander — 21/11/2010 @ 3:08 pm

  8. Estamos, como é recorrente no âmbito dos seus comentários, no reino do disparate. V. quer rir disto? Claro, e eu também o disse que isto é uma situação cómica. Mas é diferente o adormecer em público da flatulência em público (como é óbvio também possível em caso de doença). Eu poderia argumentar sobre o adormecer mas, honestamente ao conhecer o seu estilo de comentador, já percebi que entrou no domínio da radical parvoíce. Ou por outra, está a peidar-se no ma-schamba. Peço-lhe, creia, que vá cagar à mata. Volte depois, sff.

    Gostar

    Comentar por jpt — 21/11/2010 @ 6:12 pm

  9. já agora, quem é a senhora entre o embaixador e o R-H? Também parece condescendentemente divertida com o assunto.

    Gostar

    Comentar por FF — 22/11/2010 @ 12:58 pm

  10. Bom JPT, a conversa descarrila mas insisto porque nao percebo a sua irritacao. Sinceramente.
    Limito-me a apontar que os seus resmungos me parecem despropositados. Que isto e comico a semelhanca de tantas outras situacoes “normais”, alias, a comedia nao mais e que a ridicularizacao do quotidiano.
    Rir disto, a meu ver pessoal, corrija-me se erro, nao e criticar o cansado embaixador, certamento nao o faco com esse intento. Alias, o proprio, se for uma pessoa minimamente inteligente, quando acordar, rira tambem.

    Gostar

    Comentar por Lowlander — 22/11/2010 @ 1:47 pm

  11. Seria para rir se não fosse uma tristeza…

    Gostar

    Comentar por ERFERREIRA — 22/11/2010 @ 11:08 pm

  12. Tristeza é presumirmos que as fotografias falam por si e que, a partir daí podemos botar moralidades, sem mesmo sabermos o que se passa. O que vemos na foto é um embaixador a dormir e uns senhores a sorrirem com a situação, parece até que se estão a deliciar com isso, pois riem abertamente e até tiram fotos. Provavelmente deliciam-se porque sabem porque é que o senhor adormeceu, ou não sabem, e nem querem saber, pois não parecem estar muito incomodados com o facto em si. Assim sendo, não vejo muita razão para nós, que nem sabemos o que se passa, acharmos o facto triste, criticável, ou outra moralização qualquer. Deixem lá o senhor dormir descansado, porque pode estar cansado de ter passado a noite a tomar conta do filho doente; ou pode estar com paludismo e sob o efeito dos comprimidos; ou pode ter passado a noite em compromissos sexuais; ou pode estar saturado da cerimónia; ou pode até ter-se deixado adormecer propositadamente para ser fotografado pelo R-H e depois deliciar-se a ler os comentários de uma série de pessoas que viram as fotografias. Eu por mim, nesta foto gostava mais de saber quem é a senhora do meio do que saber porque razão está o embaixador a dormir, pode até ser o sono dos justos. Deixá-lo lá. xiu.

    Gostar

    Comentar por FF — 23/11/2010 @ 3:09 pm

  13. Seria para rir se não fosse uma tristeza ver um presidente da República, numa cerimónia oficial, a divertir-se e a divertir os seus amigos à custa dum representante de Portugal. Estou a botar moralidades, sr. FF? Pois seja. Não vai ser por isso que largarei aos coices para a esquerda e para a direita.

    Gostar

    Comentar por ERFERREIRA — 24/11/2010 @ 4:23 am

  14. Pois, então largue para aí coices à vontade.

    Gostar

    Comentar por FF — 24/11/2010 @ 2:00 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: