THE DELAGOA BAY REVIEW

13/07/2011

MOODY’S BLUES

Filed under: EUA, Moody Blues, Moody's Rating Agency — ABM @ 3:14 am

O logotipo da empresa de rating norte Americana Moody's.

Em baixo segue a minha melhor recordação dos únicos Moody Blues que eu conheço há quase trinta anos.

Que me recordo perfeitamente porque foi o primeiro CD que eu comprei na vida, na Stereo Connection junto da Thayer Street em Providence, EUA.

Foi um verdadeiro deslumbre. Ainda tenho esse CD.

Que começa assim:

O poema:

Cold-hearted orb that rules the night
Removes the colours from our sight,
Red is grey and yellow white
But we decide which is right
And which is an illusion.
Pinprick holes in a colourless sky
Let insipid figures of light pass by.
The mighty light of ten thousand suns
Challenges infinity, and is soon gone.

Night-time: to some, a brief interlude,
To others the fear of solitude.
Brave Helios, wake up your steeds!
Brings the warmth the countryside needs


Dawn is a Feeling

Dawn is a feeling
A beautiful ceiling
The smell of grass
Just makes you pass
Into a dream

You’re here today
No future fears
This day will last
A thousand years
If you want it to

You look around you
Things they astound you
So breathe in deep
You’re not asleep
Open your mind

You’re here today
No future fears
This day will last
A thousand years
If you want it to

Do you understand
That all over this land
There’s a feeling
In minds far and near
Things are becoming clear
With a meaning

Now that you’re knowing
Pleasure starts flowing
It’s true life flies
Faster than eyes
Could ever see

You’re here today
No future fears
This day will last
A thousand years
If you want it to

2 comentários »

  1. Estimado ABM
    Aqui está mais uma prova do seu sentido de humor, que me fez seguir, desde que encontrei o seu The Delagoa Bay. Dos The Moody Blues tenho apenas um disco de vinil, no lado A, “Never Comes the Day”, no B, “So DeepsWithin You”. Foi dos poucos discos que cá chegou. Os restantes, espero que estejam bem guardados nalguma casa da Cintura Industrial de Lisboa. Dentro de portas blindadas. A cada um segundo o seu trabalho, a cada um segundo as suas necessidades, a cada um as suas portas blindadas. A estes Moody jamais a notação de lixo. Sempre acima de A.
    Fiquei deveras preocupado se o meu penúltimo comentário de algum modo o magoou. Detesto fazê-lo àqueles por quem tenho consideração, conheça-os pessoalmente ou não. Assim, mais uma vez, as minhas desculpas.
    Um abraço
    José F. Pinto

    Comentar por José Armindo C.F. Pinto — 17/11/2014 @ 5:36 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: